Bem-vindos, nobres espíritos!

Sintam-se em casa em minha humilde morada. Aqui vocês encontrarão alguns de meus loucos textos que ora lhes convido a ler e, se assim desejarem, comentar...

outubro 24, 2008

Sem Nome

Mais um poema que dediquei, com carinho, à minha musa, que permanecerá inominada.


Perdido na imensidão de teu ser
Me afogo em ternuras distantes
Naufrago no oceano galante
Porém sem jamais esquecer
O suplício constante
Que é te querer

Mas persisto na nobre empreitada
Pois a vida sem você
Não vale nada...

Autor: Jarbas Lima Alves da Silva


(Não pode pretender conquistar a sereia o covarde que reluta em arrisca a vida)

13 comentários:

Fernando Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Finim disse...

Passou triscanco cara,
não era um amor, é um desejo meu mesmo!

^^

blog disse...

Simples, singelo, honesto (ao menos pareceu).
Esta é a essência: o tom confessional, a honestidade.
Só assim vale.

Aa-dreano disse...

Que eu saiba, sereias devoram os incautos. . . cuidado com o que deseja, rapaz ;)

Emilie Dwytan disse...

bela dedicatória^^
[a garota sabe dele?].

Jonathan Alves disse...

Ja fiz poemas para monha amada sem cita-la, o problemas comigo que ela ficava brava por querer deixar ela no anonimato!

Iza disse...

Espero ansiosamente por outro poema em relatarás que a empreitada deu certo mesmo que para nós, leitores ela pareça inominada.

Beijos, meu amigo.

PS: Muitas vezes temo comentar poemas simplesmente para não quebrar o ritmo da musicalidade deles.

emilie disse...

na verdade, as fotos são só temporárias[mudo de layout e fotos com frequência]. acho que não tem nenhum significado em especifico...
[coloquei essa foto de perfil, por exemplo,porque gostei da saia e além disso mantém meu anonimato^^].

Se eu recebesse um poema como esse já estaria com o rapaz que o compos!A não ser que ela já tenha namorado..[acho que falta explicar um pedaço dessa história...].

Pan Box disse...

Melhor ter uma musa que não se pode tocar e que ainda sirva de inspiração do que nada ter.


=***

Jessy disse...

Nossa !
Sua musa realmente deve estar emocionada de receber tanto carinho e dedicaçao da sua parte!
Posso até dizer q ser anonimo é uma grande dádiva , amar sem tocar é uma capacidade que poucas pessoas tem!
Obrigada pela vista e volte sempre ao meu blog!!

Levi Ventura disse...

Muito bom grande Jarbas, do jeito que gosto de ler.
--------------------------------
Estou concorrendo ao Oscar Blog 2008, fiquei muito feliz com a indicação e gostaria que vocês me ajudassem a continuar na competição, essa primeira parte da votação irá até 1 de Novembro, ou seja, até amanhã, mas ainda dá tempo de eu ficar entre os 10, peço por favor que me ajudem.
Olha ai o link:http://oscarblog-oblogdeouro.blogspot.com/

Quando me escrevi, me escrevi com o nome antigo, então vocês podem procular lá por Dr. Duventu Jack, mais exatamente na posição 11.

Agradeceria se pudessem votar lá no meu blog.

Luciana disse...

O amor é mesmo a melhor das inspirações para um poema ficar assim, tão simples, leve e tão bonito.

Seu blog é muito bom. Voltarei mais vezes!

Nanda Kiedis Declama disse...

Cara, eu amo a sua musa!!! Hahaha
Graças a ela, eu tenho a sorte de le essas magnificas obras poéticas.

Bjs