Bem-vindos, nobres espíritos!

Sintam-se em casa em minha humilde morada. Aqui vocês encontrarão alguns de meus loucos textos que ora lhes convido a ler e, se assim desejarem, comentar...

janeiro 28, 2008

Entrefados

Um pequeno poema que sintetiza o que sinto todos os dias entre o horário em que acordo, e o momento em que novamente repouso.

Ah, sim, ganhei alguns selos indicados pela Nana, pelo que agradeço desde já. Mas farei um post decente na próxima atualização com eles e os novos indicados, bem como com os devidos agradecimentos (agora to sem tempo).


Oh, Enfado!

Ardo
Com o fardo
De ser

Resultado
De meu fado
...Sofrer

Autor: Jarbas Lima Alves da Silva

45 comentários:

Adriano disse...

massa teu blog...

tá muito bm...parabéns..

Raphael Pacheco disse...

Mas vc pode perceber que o mesmo texto adquire sentidos diferentes nos dois momentos.
No acordar é: Oh, Enfado! Mais um dia começa, tanta coisa pra fazer e tanta conta pra pagar...rs
No repouso é: Oh, Enfado! Mais um dia terminou, eita dia cansativo!

hihihihi

Abraço

http://umpacheco.blogspot.com/
Atualizei hj!

Bernardo Lima disse...

curto e objetivo, nd mais..

Taynara disse...

Esse pequeno poema fala taaaaanto...
E hoje estou me identificando demais com os posts dos blogs que visito: esse "bored" tá a minha cara...

Bjs,

Nanda Kiedis Declama disse...

Nuss me identifiquei muito com esse poema.
Perfeito!!Bjs

Nanda Kiedis Declama disse...

Ah e o meu blog é novo sim
xD
O grande objetivo é de postar poesias,mas gosto de escrever cronicas e contos tbm!!!

Ah e vc é muito modesto,
rsrsrsr
vc escreve muito bem !!!

Dragus disse...

Um poema de muitas interpretações em poucas palavras.

Entendi ele pro lado sentimental e depois o li sob a ótica profissional, e se encaixa em ambos sem se misturar ou se misturando.

César Fernández disse...

Belo poema :D

Mais uma vez, valeu poe aquele selo, eu ainda vou fazer as minhas indicações na próxima postagem :D

Osmar Mesquita disse...

´poooo muito bom o poema...
adorei ,...
pekeno mais profundo...
valeu o comentario no meu blog uahau
talvez na proxima tirinha eles roubem msmo auhaua


http://bombadigital.blogspot.com/

Anônimo disse...

1º parabéns pelo "premiação"


bom... são poucas palavar que falam por muitas, mas fika um certo ar de duvido, o que se passa com essa pessoa p/ ficar com os sentimentos assim ??

Laerson Gurtler Possatti Cruz disse...

Poucas palavras mas com grande sentido... Sempre quando vou deitar-me e quando me levanto tento levar a vida da melhor foma possivel, mas sempre quando me deito vejo que estou mais velho e que nada fiz...

Rharry Belloti disse...

Adorei o estilo do blog!!! Gostei do texto, mas confesso fiquei apaixonada pela imagem que você usou.
Beijo.

Aa-dreano disse...

Acho que vc anda muito depressivo com essas poesias o_o

Sobre aquela história: a idéia é fazer algo beeeeem logo, mas dividido em arcos. Ainda falta um bocado para a parte atual terminar :p

mauro barth paiva junior disse...

muitoo booomm seu blog ó nota 10
::::vlw::::

Tavareli disse...

Legal, 1° vez que visito esse blog,ta filé!passa no meu depois, obrigado!
www.portaltavareli.blogspot.com

Paulo Roberto disse...

Tbm. me acordo assim...
Enfadado, Oh, Enfado!

Tô favoritando teu blog pra voltar mais vezes.

Otávio B. disse...

Um pequeno joguete de palavras, com uma magnificência e uma poesia pura e indescritível, meu caro!

Dias difíceis esses... E às vezes de tão cinzentos e lentos, nem o repouso chega,e quando chega é incompleto. Mas ainda assim, acredito que tenhamos todo o direito e às vezes até o dever de nos agoniarmos um pouco, mas jamais o de nos tornarmos amargos com o viver que nós mesmos buscamos ;]

Abraços

http://espadadotemplario.blogspot.com/

miriam disse...

o maior fardo é arotina e ter que fazer aquilo que esperam que a gente faça

odeio fazer parte do rebanho

Rafael Portillo disse...

Quero dizer mais que adjetivos ao seu post, mas não vejo como. Me enfado de tanto pensar.
É um faro para mim comentar poemas...

http://rafaelportillo.blogpot.com

Rosane ! disse...

eis aí... o grande peso que todos sentimos em ser !!!
Seu blog é muito bom mesmo, e vc escreve muito bem, parabéns !!!
Bjos.

Patrícia Heidel disse...

Amei seu comentário. Mas quero fazer algumas observações. Eu não conheço nenhum homem fiel. Se não tráiram foi por falta de oprtunidade. Então são, por natureza, infiéis; ainda que não tenham tido, ainda, a oportunidade de expressar isso. Faz tempo que observo isso. Tenho ferramenta suficiente para pensar assim. Mulheres traem, é lógico. Mas em uma quantia menos. Assim eu acredito. Mulher quando trae tem todo o estigma da sociedade, já homem não.

César Fernández disse...

aguardo novidades aqui^^

atualizei o confessionário :P

squirrel disse...

massa o seu blog,adoro poemas,são muito bons,obrigada por passar no meu blog

beijos

Rafael disse...

O lay desse blog encanta qualquer um.
a imagem sintetizou as palavras usadas no post.
Parabéns.

Abraços \o/

Nana Lopes disse...

Ei,tem um meme pra vc responder la no blog. 6 coisas peculiares / 6 quirky things. Basta fazer um listagem das seis coisas peculiares ou estranhas que tem ou faz. E selinhos!!

Maryah disse...

Este poema resume tristeza, melancolia e depressão...
Pelo menos foi o que me passou..

Be disse...

Direto ao ponto

Nanda Kiedis Declama disse...

Ah vlw por passar no meu blog!!!

Ah e a minha poesia diz sim sobre mim, mas eu não idealizo nenhum relacionamento!!
:D

Orfanik K. disse...

bom dia, deixei um convite no teu e-mail, caso te interesse. Venha participar da nossa rede.

Kuяoмι Mαrкgrαf disse...

"Inépcia de suas obras"?
Seeei, só por escrever "inépcia" vê-se que escreve bem. E que tem um bom vocabulário; caso contrario escreveria:

Soh mais um cara qui escreve mau "bacarai"

Larga mão de Modestias, bate no peito e brada:
Eu sou o cara!

Hehhehe
Brincadeira, nem te imagino dizendo uma coisa dessas!

Imagino coisas como:

'Sim, eu sou o altivo senhor das palavras!"

ou algo mais erudito

Muito O T I M O o teu blog, meu caro!

Se isso lhe serve de consolo... seus textos são bem melhores que os meus!
;D


Kissus ;**

Sir Jarbas Silva
Um cordial abraço!


Kuromi Markgraf

Kuяoмι Mαrкgrαf disse...

Pena q já é tarde!
Pois voltarei de súbito e sedenta com o intuito de ler os seus textos...
Todos eles...

Eu A M E I o seu Blog!


Noss, eu quero ser um lobo!
Na verdade, eu tenho uma história/conto com um lobo... haha

Rayanne disse...

Nossa to a um tempinho sem vir aqui !
Como já disse antes e volto a dizer: amoo seus textos,poemas,contos,pensamentos,enfim....aprecio muito a forma como você escreve e transcreve o que pensa !
parabéns, continue sempre assim !

beijooos

Pan ßox disse...

HAHAHAHA!
Não, não reflete o momento em que vivo.
De fato, meus poemas são antigos, nada se trata do presente. E pra ser mais sincera, a maioria dos meus poemas são sobre o que outras pessoas passaram, não eu.
É claro que tem os meus pessoais mas enfim, a maioria teve inspiração em outras pessoas.

Loucura, eu sei, mas eu me dou melhor falando dos outros, HAHA.

"D

R Lima disse...

Não vou dizer que seu blog "tá massa" porque disso não gosto. Dizer isso é redundante e por vezes (no mal uso da palavra) enfadonho..r.s.s

Gosto de poesia de versos versáteis.. que caminham para um ponto comum.

Eis que deste fado há o sábio sofrer.

Vivo, ágil e de força motriz.

Daqui gostei e daqui vou virá fã.

Abçs,



Texto de hoje: sAmBa...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Taynara disse...

Oie!!
Eu uso o Extreme Tracking (extremetracking.com)... só coloquei por causa das pesquisas mesmo... sempre acho essas coisas engraçadas!!
Bjs,

Nanda Kiedis Declama disse...

Obrigado por dizer coisas tão bonitas sobre minha posia, nem acho que escrevo tão bem assim.
:D
E obrigada pela dica de colocar a data em que a poesia foi escrita, essa É o amor foi escrita quando eu tinha 13 anos em 2002, más não creio que tenha sido para alguém especial senão eu me lembraria.
Infelizmente atualmente não fui flexada por Eros!!
Bjs

young vapire luke lestat news disse...

Belissímo poema...
gostei muito.......
Lembrou-me os Um haikai
japoneses.......

[]s L.Sakssida

Jéssica Torres disse...

Meu caro, em minha pobre opinião é um feito de uma grande mente provocar esse turbilhão de pensamento em outras com tão poucas palavras, mas com um significado sem fim!
A labuta diária de acordar e existir é mesmo, as vezes, algo quase insuportavel e cansativo de forma cruel! Mas feliz daquele que sabe perceber que não há um só dia igual ao outro, e feliz daquele que não acorda por obrigação, mas para o despertar de uma nova vida a cada manha!

Johnny M. disse...

Gostei da poesia. É um haikai, não é? Sobre o desafio, eu topo. Não custa nada tentar.

Bernardo Lima disse...

Opa, Jarbas, blz?
vim retribuir sua visita lá do post do Monobloco.

Respondendo seu coment:

então...
o Monobloco é carnaval..
mistura desde jorge bem, passando por funk e chegando a tim maia...
sobre a verdinha, coloquei uma legenda lá no post. Verdinha é uma cachaça de hortelã, tipo um licor...
e o alimento não era obrigatório, mas eu queria levar pra ajdar, porém acabei esquecendo..

Aguardo novas visitas tuas lá no Reflexões!
Texto atual, 60 anos da morte de Mahatma Gandhi.

Comunidade: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=42970688

Blog: http://reflexoesdeumlouco.blogspot.com

Grande abraço!

Maria Regina disse...

Pesado, �s vezes se torna, o fardo de ser,
mas, com toda leveza, busca a tua alegria,
na grande a tarefa de viver...

Este fiz agora!...

Beijos

Orfanik K. disse...

Cara, de tantos blogs que eu li, o seu foi o primeiro que valeu a pena eu colocar link na minha página. Portanto, lá está.

bee disse...

Orrô! Gostei do poema :)

Rui Felipe disse...

Depois, com tempo, vou procurar os autores que me falou!!!

Fazemos da vida o que queremos.
Se a vida é uma alegria. é porque fazemos isso dela; se é um fardo, a culpa é nossa.
Sabe aquelas velhas frases: Só encotrará a felicidade dentro de si mesmo!!!

Dias Esporte disse...

Tá muito bom seu blOg cara...
parabéns..!