Bem-vindos, nobres espíritos!

Sintam-se em casa em minha humilde morada. Aqui vocês encontrarão alguns de meus loucos textos que ora lhes convido a ler e, se assim desejarem, comentar...

janeiro 04, 2008

Desejos da Alma

Passado o ano novo - e a minha conseqüente esbórnia gastronômica que me rendeu um quilo extra - retorno a postar meus textos nonsenses para qualquer louco que por eles se interesse.

Este é um pequeno poema que escrevi, e que retrata um pouco das raízes do meu subconciente. Mais que isso eu não digo...


Queria ser um boneco de posto
Balançar sem desgosto
Mirando as nuvens ao léu

Queria ser um anjo caído
Ter vivido e sofrido
As agruras do Céu

Queria ser um nobre guerreiro
Um valente escudeiro
Em busca do Santo Graal

Queria ser um homem disposto
Um arauto do esforço
Humano excepcional

Mas cá sou reles mortal
Boneco de pau
Concreto sem cal


Um idealista imoral

Autor: Jarbas Lima Alves da Silva

(Boneco de Posto, também conhecido como Boneco Biruta)

5 comentários:

duda lima disse...

o fastão com certeza é o pior !
obrigada pela visita no papel pautado !
:* volte sempre

Pan ßox disse...

Eu gosto de haikai, pena que não sei faze-los.
Enfim, aquele "poema" não é meu, encontrei ele por aí e copiei no blog porque ele refletia exatamente o dia que estava passando.
Muita gente em casa, telefone tocando e o dia começando, e eu aqui dentro sofrendo de saudades.

E sobre seu poema, gostei bastante. Você tem o dom de rimas muito boas.

Psicopata disse...

Legal o poema!!
mas eu só iria querer ser o Boneco do Posto que dirige o Space Fox ahahah
gostei daqui!
abraço

alexandre disse...

Obrigado pela visita! Tenha um feliz ano todo em 2008!
Abraços

"Se ás pessoas olhassem atrvés do sombrio e do destrutivo els encontrariam a luz no final do túnel" disse...

kkkkkk


poema d+++


hehe


engraçado vc usar o boneco de posto

e dar vida ao poema


parabéns!


sucessoo


visita o blog do pirata

http://merlimopirata.blogspot.com/

bjaoooo

feliz2008!