Bem-vindos, nobres espíritos!

Sintam-se em casa em minha humilde morada. Aqui vocês encontrarão alguns de meus loucos textos que ora lhes convido a ler e, se assim desejarem, comentar...

dezembro 29, 2007

A Bússola Dourada

Ontem eu fui ao cinema assistir esse filme chamado "A Bússola Dourada". Ele se baseia na trilogia Fronteiras do Universo, de Philip Pullman, e o filme retrata os acontecimentos do primeiro livro (suponho eu... nunca o li).


É um filminho bem interessante... Lembra um pouco uma mistura de Crônicas de Nárnia com Harry Potter com comercial da coca-cola (continue lendo e você entenderá...). É a típica aventura épica tendo uma criança como protagonista, completa com toda sorte de efeitos especiais, criaturas mágicas e tudo mais.

A história é basicamente essa (sem spoilers):

Existem diversos universos paralelos, e entre eles, existe o Pó, que os conecta de uma certa forma. No universo onde se passa o filme, toda pessoa possui um daimon, que é uma espécie de entidade na forma de animal que está diretamente interligada à própria existência de seu dono - tudo o que um sente, o outro também sente, e a morte de um é fatal para ambos. Neste universo, o Magistério é uma espécie de "governo" e "polícia" do local - lembra o Ministério da Magia (era esse o nome...?) do Harry Potter.

Em um certo período, alguns cientistas criaram bússolas douradas, que eram objetos capazes de certos feitos e utilizavam, para isso, o Pó. No entanto, o Ministério viu nisso uma ameaça, e recolheu e destruiu todas as bússolas existentes. Todas, menos uma...

Mas o que mais impressiona no filme não é nada disso.

São os ursos. Ursos polares. De armadura.

Está tendo dificuldades em imaginar essa combinação? Aqui vai um esquema para ajudá-lo:


              +

                                                                          =


(Aquele trabalho com a coca-cola é só pra complementar a renda...)

Demais, não?

E esse não é o único urso, existem vários deles - um reino cheio dos nossos amiguinhos. Inclusive com um rei. Praticamente um comercial da coca...

No geral, é um bom filme. Bons efeitos, boa história, cenas de luta razoáveis... E uma EXCELENTE atuação tanto da garotinha Dakota Blue Richards que protagoniza a história quanto da insuperável Nicole Kidman. E sobre essa última, duas observações:

1-) A expressão corporal dela beira a perfeição neste filme.

2-) Essa mulher não envelhece...???

Assistam, eu recomendo!

Nota: 8.0 / 10

Obs.: Assisti também Hitman, mas o filme é bem ruinzinho... Se você não é fã do jogo ou mega-fã do gênero, nem assista.

3 comentários:

Aa-dreano disse...

Cara, devo admitir que tenho receio de ver esses filmes...os últimos nessa "linha" que eu vi foram Eragon e as Cronicas de Narnia, que não foram tudo isso mas também não foram ruins (droga, tenho os dois em dvd aqui! xD).
Essa descrição que vc deu lembra mesmo Narnia, e mais umas trocentas outras histórias infantis :P

Ah, o que vc perguntou sobre O Nome da Rosa: já se tornou meu livro favorito. Vou ver o filme hoje, se for bom eu te conto =)

Hugo disse...

Depois do sucesso da série Harry Potter os produtores de cinema estão desenterrando todos os livros ínfantis de ficção possíveis para adaptá-los, com isso vamos assistir bons filmes como este "A Bússola Dourada" e bombas como "Eragon".

gEsiEl vArgAs disse...

Cara tinha assistido ao trailler desse filme e me interessei pelos efeitos visuais, efeitos sonoros e pela trilha sonora. Sua indicação reforça minha vontade de assisti-lo.
Uma dúvida: ele foi indicado a algum Oscar ou é viagem minha?